Do princípio


Vamos lá começar do princípio, porque estas coisas de se ter um blog é giro e tal, mas isto não acontece assim do nada. Tudo tem uma história. Estava eu sentadinha em frente ao meu lindo e estimado portátil, navegando sem destino pelos mares da internet, quando pensei para mim e só para mim - Porque não fazer um blog? Era capaz de ser giro. Toda a gente tem um, é porque até deve ter alguma piada. E pronto, surgiu este digníssimo blog de nome original e nada suspeito. Assim posso falar de tudo o que me apetecer. E como até sou uma moça citadina, pensei eu outra vez - quando me ponho a pensar muito é um perigo, mas desta vez até nem saiu muito fumo e o detector de incêndios não disparou. Foi uma sorte. Mas dizia eu que até sou uma moça citadina, gira e tal e essas coisas todas fúteis que ninguém admite serem importantes, mas que toda a gente dá importância, achei que a Carrie me assentava que nem uma luva. Talvez porque quando queremos somos as duas banais e desinteressantes. E voilá - aqui estou eu! Plantada neste mundo da blogosfera à espera que alguém se queira juntar a mim neste meu cantinho pintado de fresco.

3 comentários:

Eva disse...

É preciso coragem para assumir o que normalmente a maioria se recusa a fazê-lo. Porque o fazem não sei, talvez por acharem que a falsa modestia lhe os torna chiques e politicamente correctos. Eu confesso que para mim isso são tretas, pois as coisas são o que são e há que admiti-las por isso mesmo.
Adorei este teu cantinho e porque também é giro ter cométarios e seguidores, aqui estou eu, orgulhosa por ser a primeira neste cantinho amarelo a cheirar ainda a fresco.

Kisses.

Carrie disse...

Obrigado Eva. Nem sei como me encontraste, mas ainda bem que o fizeste, porque só é giro ter um blog se o pudermos partilhar com alguém.

Bem-vinda e um Kiss muito grande

Miguel disse...

Boa sorte.

Este amarelo éum bocado estranho...