Idiotas x Idiotices


Um jovem de 23 anos invadiu um escritório de advocacia no sábado passado em Coimbra e roubou uma quantia avaliada em 74.730 €. Ou melhor, estava para roubar, pois em vez de fugir de seguida com o material, resolveu fazer uma “sesta” e foi preso. O ladrão dormiu acomodado no confortável cenário do crime e só acordou ao meio dia do domingo, com a presença do advogado, dono do escritório. Após deter o jovem, que não foi identificado, a Polícia informou que o ladrão tinha recolhido várias pinturas valiosas, relógios e anéis, uma máquina fotográfica e uma televisão. As autoridades acreditam que o rapaz, com antecedentes criminais, escalou um terraço nas traseiras do edifício e conseguiu rebentar uma porta para entrar no escritório de advocacia.
 
Depois disto, confesso, já me sinto um pouco melhor - afinal não sou a única idiota à face da terra que se deixa apanhar nas teias do azar por dormir em ´serviço'. Boa!

7 comentários:

B.B disse...

Bolas, mas que grande idiota! Ele, não tu!

L.O.L. disse...

O acto em si é reprovável mas sinceramente não consigo entender como é que há gente que consegue dormir depois de um serviço de "limpeza". Não é suposto o coração bater mais depressa nestas ocasiões. Eu quando era miúdo subtraí um chocolate de um Supermercado. O meu coração batia tão forte que fiquei com a sensação que a senhora da caixa conseguia ouvi-lo. E ainda me lembro que não consegui dormir bem nessa noite. Era a minha consciência a trabalhar. Jurei nunca mais roubar nada a ninguém.

**********

E tu Matilde vê lá se páras de te chamar a ti própria de idiota. Tu não és nada disso, ok????

Beijinhos. ;)))

L.O.L. disse...

CORRECÇÃO:

No comentário anterior esqueci de colocar um ponto de interrogação a segui à palavra "ocasiões". :))))

L.O.L. disse...

Novo desafio musical no meu blog:

http://ocantinhodomestre.blogspot.com/2011/08/desafio-musical-n-8.html

Marta disse...

;) este foi bem "apanhado"

Inês disse...

não, a estupidez não tem limites. OMG!

Guinhas disse...

Que grande tonto!!!Realmente é tão ridiculo que nem há palavras para descrever...